Jenkins: Instalar no Windows

Integração continua é uma necessidade neste novo mundo de mudanças constantes e metodologias ágeis com entregas constantes, e para isso temos muitas ferramentas, mas uma das mais populares é o Jenkins, que funciona para inúmeras plataformas e sistemas operacionais. Neste artigo vou ensinar como fazer uma instalação básica do Jenkins em um servidor Windows e deixá-lo pronto para publicar a partir de repositórios Git.

Baixe o Jenkins para Windows

Entre no site do Jenkins em jenkins.io, clique em Download.

E clique na versão para o Windows.

Descompacte o arquivo jenkins-(versão).zip e execute o instalador jenkins.msi e ao abrir a tela de bem-vindo, clique em Next.

Mantenha a pasta padrão de destino da instalação e clique em Next.

Em Ready to install, clique em Install.

Aguarde o processo de instalação, se for solicitado pelo Windows para executar como administrador, clique em Sim.

Após a conclusão, clique em Finish.

Configuração inicial do Jenkins

Após o térmno da instação, o endereço http://localhost:8080/ vai abrir no browser e então uma tela de desbloqueio do Jenkins será exibida, com o caminho da senha inicial.

Abra o arquivo initialAdminPassword no Bloco de Notas e copie a senha.

Digite a senha no campo Administrator password e clique em Continue. Em Customize Jenkins clique em Install suggested plugins, para que o Jenkins instale o plugins mais usados.

Aguarde o término das configurações iniciais e a instalação dos plugins.

Após a instalação dos plugins, será preciso criar o primeiro usuário administrador, para isso preencha o formulário em Create First Admin User e por fim clique em Save an Finish.

Após a conclusão, em Jenkins is ready!, clique em Start usign Jenkins.

Agora o jenkins está pronto para uso! O próximo passo é criar os Jobs e instalar os plugins adicionais.

Cake: automatizando tarefas

O Cake é um automatizador de tarefas construído sobre o compilador do C# e de fácil configuração.

Instalando o Cake

Para usar o Cake, precisamos baixar os scripts de automação que vem todos em um arquivo chamado build.ps1 que roda no Powershell. Para isso, abra o Powershell, crie uma pasta chamada CakeAutomation.

Com a pasta criado, execute o comando para baixar o pacote com as configurações.

Pronto, o ambiente está configurado, agora precisamos de um projeto para automatizar.

Crie uma aplicação de exemplo

Eu tenho um post que ensina como criar uma aplicação console com o Visual Studio Code, vamos usar este exemplo para automatizar uma build:

Visual Studio Code: como criar uma aplicação console em C#

Crie o script de build da aplicação com o Cake

Na raiz do projeto, inclua uma arquivo chamado build.cake, que será onde residirá todo o código de automação. Edite o arquivo conforme segue:

Agora o script está pronto para ser rodado, para isso, é preciso que você esteja na raiz do projeto, via powershell digite o comando a seguir:

Site oficial

https://cakebuild.net/

Extensão para VS Code:

https://marketplace.visualstudio.com/items?itemName=cake-build.cake-vscode

Repositório no GitHub:

https://github.com/tiagopariz/CakeAutomation

Windows: instalando o Erlang OTP

Introdução

Erlang é uma linguagem de programação desenvolvida pela Ericsson para suportar aplicações distribuídas e tolerantes a falhas.

OTP é o framework feito em Erlang para abstrair algumas funções e tarefas internas, possibilitando o uso por outros frameworks, desenvolvidos em outras linguagens.

Instalação

Entre no site http://www.erlang.org, clique em Downloads e baixe o arquivo OTP 20.1 Windows 64-bit Binary File.

Execute o arquivo otp_win64_20.1.exe.

Escolha todos os componentes para instalar e clique em Next.

Escolha a pasta de instalação e clique em Next.

Mantenha o atalho no menu iniciar e clique em Install.

Aguarde o processo de instalação.

Se for solicitado a instalação do Microsoft Visual C++, aceite os termos e clique em Install.

E aguarde o processo de instalação.

E clique em Close.

Após completar a instalação, clique em Close.

Referências